FGTS para pagar consórcio

Se você chegou aqui é porque quer saber se dá para pagar usar o FGTS para pagar consórcio, não é mesmo? Pois bem, a resposta é sim, é possível utilizar o saldo nessa modalidade de compra. O saldo da conta vinculada ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) é uma grande oportunidade para facilitar e adiantar a compra da sua casa própria. Inclusive por meio do Sistema de Consórcios.

Mas, vamos lembrar o que é o consórcio imobiliário? Nesta modalidade, inúmeras pessoas se unem em um grupo para formar uma poupança conjunta, a qual será destinada à aquisição de um imóvel, em prazo determinado. Dessa forma, somando as contribuições dos consorciados, são distribuídos créditos, a partir de sorteio ou de lance.

Agora, o que acha de investir em um imóvel e pagar o consórcio com FGTS para facilitar a compra da sua tão sonhada casa? Nós te daremos o caminho das pedras para realização desse sonho. 

O que é necessário fazer para usar o FGTS para pagar consórcio?

Os recursos da conta vinculada do FGTS poderão ser utilizados junto ao consórcio de imóvel nas seguintes situações:

1) Pagamento total ou parcial de lance.

2) Amortização e liquidação do saldo devedor do consórcio, cujo bem já tenha sido adquirido/construído pelo contemplado.

O contemplado que já adquiriu seu imóvel para moradia e se enquadra em todas as regras de uso do FGTS pode continuar utilizando o seu FGTS para amortização ou liquidação do seu saldo devedor. Este processo específico é feito diretamente pelo Embracon.

Principais regras

  • O FGTS só poderá ser utilizado para aquisição ou construção de imóvel residencial urbano para moradia própria do trabalhador, desde que a conta vinculada a ser utilizada e a cota de consórcio sejam da mesma titularidade.
  • O imóvel deve estar registrado no Cartório de Registro de Imóveis responsável pela região e tem que ser adquirido pelo consorciado com recursos da carta de crédito do consórcio.
  • Caso o trabalhador seja titular de mais de uma cota (contrato) de consórcio, somente será admitida a utilização do saldo da conta vinculada para amortizar, liquidar ou abater parte das prestações em relação às cotas utilizadas na aquisição de um único imóvel.
  • Nos casos de amortização, as prestações devem estar em dia na data da utilização do FGTS.
  • A opção de pagamento do lance com recursos do FGTS não pode ser substituída por pagamento com recursos próprios.
  • Se o consorciado contemplado por lance, com recursos do FGTS, for demitido ou pedir demissão do emprego, deverá manter os recursos relativos ao lance na conta vinculada do FGTS. O saque ou a transferência dos recursos para outra conta implicará no cancelamento da contemplação.
  • É proibida a transferência da cota contemplada com lance pago com recursos do FGTS.
  • Os recursos da utilização do FGTS serão liberados para o vendedor do imóvel após o registro do “contrato com força de escritura” no cartório de registro de imóveis competente.
  • O trabalhador titular da conta vinculada do FGTS deverá ter, no mínimo, 03 (três) anos de trabalho, consecutivo ou não, sob o regime do FGTS na mesma ou em diferentes empresas.
  • A carta de crédito deve ter sido utilizada para aquisição de imóvel residencial urbano. Não pode ter sido utilizada para aquisição de imóvel comercial, terreno, reforma ou liquidação de financiamento habitacional.
  • Nos casos de utilização do FGTS para efetiva liquidação do consórcio, é admitida a existência de prestações em atraso.
  • O valor máximo de avaliação do imóvel na data de aquisição não pode exceder ao limite estabelecido para as operações do Sistema Financeiro da Habitação (SFH).
  • O intervalo mínimo para utilização do FGTS em amortização ou liquidação de saldo devedor será de 2 anos entre cada movimentação, contados a partir da data da última amortização/liquidação procedida pelo mesmo trabalhador.

Quando o FGTS não pode ser utilizado?

• O imóvel a ser adquirido não pode ter sido objeto de utilização do FGTS na aquisição/construção nos últimos 03 (três) anos.

• Aquisição/construção de imóvel comercial.

• Aquisição de terreno.

• Reforma, ampliação e/ou melhoria de imóvel residencial ou comercial.

• Aquisição de moradia para familiares, dependentes ou terceiros.

• O titular da conta não pode ser detentor de financiamento ativo do SFH (Sistema Financeiro da Habitação), em qualquer parte do território nacional, na data de aquisição do imóvel - a não ser que comprove a quitação do financiamento, a alienação ou transferência do imóvel impeditivo para a utilização do FGTS.

• O titular da conta não pode ser proprietário, promitente comprador, usufrutuário ou cessionário de outro imóvel no local de residência ou no local onde exerce a sua ocupação ou atividade principal, incluindo os municípios limítrofes ou integrantes da mesma região metropolitana, na data de aquisição do imóvel - salvo se comprovar a alienação ou transferência do imóvel impeditivo para utilização do FGTS.

• O valor máximo de avaliação do imóvel não pode ultrapassar o valor limite estabelecido para as operações do SFH: R$ 950 mil em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal; e R$ 800 mil nos demais estados. (Valor vigente em: 25/11/2016, sujeito a alteração.)

Quer aproveitar essa oportunidade de adiantar a compra da sua casa? Então aproveite para entrar em contato conosco e saber mais sobre essa facilidade no consórcio!




Cabe mais sonhos na sua lista de realizações?
Conheça mais

Consórcio de Carros

Seu parceiro de estrada tá te esperando.

Consórcio de Imóveis

Um lugar pra chamar de seu sem juros, sem sustos e sem entrada a um clique.

Consórcio de Motocicletas

Acelere com a Embracon.

Consórcio de Pesados

Empreenda e amplie o faturamento do seu negócio com condições exclusivas.

Consórcio de Serviços

Realize o sonho que te chama.

Faça uma simulação de consórcio

Com a Embracon, seus sonhos não envelhecem.

Simule seu consórcio
chat Eva