Como declarar o consórcio no Imposto de Renda?

A forma de declarar o consórcio no Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) depende da situação da cota.

Informe de rendimentos

Emitir o informe de rendimentos é fácil!
Basta acessar a Área de Clientes com seu CPF/CNPJ e senha, ou Grupo e Cota e senha.
Selecione a cota clicando no 'flag' verde.
No menu "Consultas", clique em IR e pronto.


1) - Cota não Contemplada

Mesmo que você não tenha sido contemplado, será necessário declará-la em seu Imposto de Renda.


Para isso, basta incluí-la na “Tabela de Bens e Direitos” sob o Código 95, que representa os Consórcios não Contemplados.


Caso você tenha entrado no grupo de consórcio no ano passado (2018), deve-se deixar o campo “Situação em 31/12/2017” em branco e preencher apenas o campo “Situação em 31/12/2018” com a soma das parcelas pagas até essa data.


Se o consórcio for mais antigo, ou seja, se você adquiriu e já paga desde antes de 2018, o primeiro passo é preencher o campo “Situação em 31/12/2017” com o valor informado na declaração do ano 2017 e no campo “Situação em 31/12/2018”, informe o valor total já pago. Para encontrar esse montante, basta somar ao valor declarado de 2017 o que foi quitado em prestações durante o ano de 2018.


Em ambos os casos, deve-se preencher o campo “Discriminação” com as informações do consórcio: nome, CNPJ da empresa que o administra, tipo de bem (se é um carro, moto ou imóvel, por exemplo), número de parcelas quitadas e número de parcelas que ainda restam a pagar.


2) - Cota contemplada e utilização do crédito (comprou o bem)


A) - Aquisição da cota e contemplação no mesmo ano

Se a contemplação da cota ocorreu no mesmo ano de sua aquisição, utiliza-se a “Tabela de Bens e Direitos” sob o Código 95, que representa os Consórcios não Contemplados, deixando em branco os campos “Situação em 31/12/2017” e “Situação em 31/12/2018”. Já o campo “Discriminação” deve ser preenchido com as informações do consórcio: nome, CNPJ da empresa que o administra, tipo de bem (se é um carro, moto ou imóvel, por exemplo), número de parcelas quitadas, número de parcelas que ainda restam à pagar e também mencionar o acontecimento da contemplação.


B) - Aquisição da cota e contemplação em anos diferentes

Se a aquisição da cota ocorreu em ano(s) anterior(es) ao da contemplação, utiliza-se a “Tabela de Bens e Direitos” sob o Código 95, que representa os Consórcios não Contemplados, informando no campo “Situação em 31/12/2017” o valor declarado no IR de 2018 e o campo “Situação em31/12/2018” deve ficar em branco. Se a contemplação se der por meio de lance, o consorciado deverá declarar o valor do lance no campo “Situação em 31/12/2018”, somado aos demais montantes quitados. Já o campo “Discriminação” deve ser preenchido com as informações do consórcio: nome, CNPJ da empresa que o administra, tipo de bem (se é um carro, moto ou imóvel, por exemplo), número de parcelas quitadas, número de parcelas que ainda restam a pagar, mencionar o acontecimento da contemplação e, em caso de contemplação por lance, informar o quanto foi investido para ofertá-lo.


Independente da situação “a” ou “b”, deve-se comunicar a aquisição do bem. Na mesma “Tabela de Bens e Direitos”, informe o bem adquirido. Para isso, será necessário utilizar-se das opções abaixo:


• código 01 para declarar a aquisição de um prédio residencial
• código 02 para declarar a aquisição de um prédio comercial
• código 03 para declarar a aquisição de um galpão
• código 11 para declarar a aquisição de um apartamento
• código 12 para declarar a aquisição de uma casa
• código 13 para declarar a aquisição de um terreno
• código 14 para declarar a aquisição de um imóvel rural
• código 15 para declarar a aquisição de uma sala ou conjunto

• código 21 para declarar a aquisição de um veículo automotor terrestre (automóvel, caminhão, moto)


O campo “Situação em 31/12/2017” deve-se deixar em branco porque a aquisição ocorreu em 2018 e o campo “Situação em 31/12/2018” deverá ser preenchido com os valores usados na compra do bem.


3) - Cota contemplada e não utilização do crédito (não comprou o bem)

Se você foi contemplado em 2018 e ainda não utilizou a carta de crédito, também será necessário declarar o seu consórcio no Imposto de Renda, de maneira semelhante aos consorciados que ainda não foram contemplados.


Para isso, basta incluí-la na “Tabela de Bens e Direitos” sob o Código 95, que representa os Consórcios não Contemplados.


Caso você tenha entrado no grupo de consórcio no ano passado (2018), deve-se deixar o campo “Situação em 31/12/2017” em branco e preencher apenas o campo “Situação em 31/12/2018” com a soma das parcelas pagas até essa data.


Se o consórcio for mais antigo, ou seja, se você adquiriu e já paga desde antes de 2018, o primeiro passo é preencher o campo “Situação em 31/12/2017” com o valor informado na declaração do ano 2017 e no campo “Situação em 31/12/2018”, informe o valor total já pago. Para encontrar esse montante, basta somar ao valor declarado de 2017 o que foi quitado em prestações durante o ano de 2018.


Em ambos os casos, deve-se preencher o campo “Discriminação” com as informações do consórcio: nome, CNPJ da empresa que o administra, tipo de bem (se é um carro, moto ou imóvel, por exemplo), número de parcelas quitadas e número de parcelas que ainda restam a pagar.


A partir do momento que o consorciado utilizar a carta de crédito (compra do bem), sua declaração do Imposto de Renda deverá seguir os critérios mencionados no ítem 2, letra “b”.


Este artigo foi útil?

Perguntas relacionadas

Entenda o consórcio
btn-plusLeia Mais
É possível solicitar a transferência do meu bem para outro estado?
btn-plusLeia Mais
O que é Alienação Fiduciária?
btn-plusLeia Mais
O que é consórcio?
btn-plusLeia Mais
O que é Fundo de Reserva?
btn-plusLeia Mais
O que é o Fundo de Aquisição ou Fundo Comum do consórcio?
btn-plusLeia Mais

Simule seu plano

Simule seu plano

STEP 1

Selecione a categoria do plano:

Carregando...

Como quer fazer a simulação?

Selecione o valor do bem:

STEP 2

STEP 3

properties-icon

Selecione o valor do automóvel

Planos

Carregando planos...

Recomendamos conferir as Políticas Financeiras e ler o Contrato de Adesão antes de contratar um plano de consórcio.

(*) Plano Mais por Menos, após a contemplação os valores das parcelas restantes serão reajustados.

(**) Para verificar as taxas aplicadas a este plano clique no botão "Comprar". As mesmas estarão disponíveis para consulta antes da finalização do processo de compra da sua cota.

Em caso de dúvidas, entre em contato com a Central de Relacionamento da Embracon pelos telefones 0800 889 0999 ou 4003-9999 (capitais e regiões metropolitanas).