Saiba a importância do seguro de consórcio para seu cliente

12/9/2019
Consórcio

Muitas vezes o cliente fica confuso quando se trata de seguro de um serviço. Inclusive, são comuns reclamações posteriores de pessoas que não entendem muito bem para quais condições os seguros são ofertados.

Quando se trata de investir em um bem com o consórcio, vale a pena reforçar a importância de ter um valor adicional na parcela para o seguro.

Isso porque, muitas vezes, não dá para prever situações como desemprego ou exigência de aplicar o rendimento mensal para uma situação emergencial, como doenças ou viagens para visitar parentes distantes, por exemplo.

Parcela do consórcio

Além da divisão da carta de crédito pelo total de mensalidades, a parcela de consórcio possui o valor diluído de taxa de administração, que remunera a empresa por criar e gerir os grupos, além de realizar os sorteios; e o fundo de reserva, que funciona como seguro para cobrir possível insuficiência no fundo dos grupos.

Em paralelo, o cliente tem a opção de contratar seguro de consórcio. Saiba mais como funciona.

Como funciona o seguro de consórcio

Diferentemente de seguros de carro e casa, que podem garantir o bem em casos específicos, como roubo e acidentes, o seguro de consórcio ajuda os consumidores a contarem com um recurso significativo caso se deparar com situações indesejáveis.

O tipo de seguro mais comum praticado pelas administradoras é o prestamista, que realiza o pagamento total ou parcial das mensalidades restantes, caso o consorciado se veja em determinadas condições desfavoráveis.

Veja em que condições o seguro prestamista pode ser acionado:

Quebra de garantia

Para que os clientes participem dos sorteios, é preciso que realizem o pagamento mensalmente das parcelas. Porém, pode acontecer de atrasar uma mensalidade por conta de alguma urgência ou surpresa indesejável.

Para que o cliente não seja prejudicado no andamento do consórcio, o seguro ajuda a manter o contrato do consorciado ativo mesmo em uma primeira inadimplência, por exemplo, ajudando a pagar algumas parcelas atrasadas.

Seguro de vida

Para acionar o seguro de vida, o consorciado deve apontar um beneficiário (familiar ou cônjuge) para o caso de falecimento.

Com o seguro, o beneficiário tem algumas prestações já pagas e pode continuar participando dos sorteios, para ser contemplado com o bem. Dependendo do tipo de seguro, é possível quitar um número considerável de parcelas para garantir prosseguimento nos grupos e participação dos sorteios.

Seguro desemprego

Existem diversos motivos que levam uma pessoa a ficar desempregada: as finanças da empresa, mudanças repentinas, corte de gastos ou até mesmo problemas relacionados ao desempenho individual.

Seja como for, vale a pena deixar claro para o cliente a opção de seguro para momentos imprevisíveis. Isso garante que o consumidor não corra o risco de se frustrar ao investir em um consórcio, já que se trata de uma modalidade que, até mesmo para receber o dinheiro de volta, é necessário aguardar via sorteio.

Seja cuidadoso ao falar sobre seguro

É importante manter a transparência para os clientes em relação ao seguro. Dessa forma, ele consegue se planejar e manter a confiança em uma das formas mais flexíveis de investir em bens de alto valor.


Posts Relacionados