Mercado imobiliário de luxo tem crescimento no primeiro semestre de 2021

Mercado imobiliário de luxo tem crescimento no primeiro semestre de 2021

Pouco estoque, venda rápida e procura por regiões próximas aos centros comerciais garantiram o bom resultado das imobiliárias do segmento de alto padrão em São Paulo

Não é surpresa, mas o mercado imobiliário mantém bom crescimento no fechamento do primeiro semestre, impulsionado pela alta no segmento de alto padrão. “O ritmo de vendas no mercado de luxo aumentou consideravelmente. Nesse primeiro semestre de 2021, tivemos um volume de vendas superior ao segundo semestre de 2020, que por sua vez já tinha superado (e muito) 2019”, afirma Hamilton Silva, diretor da imobiliária Local Upper Class, integrante da Rede Lopes.

E isso tudo ainda vem do reflexo do cenário econômico que mudou a forma de estar e comprar um imóvel. “O que vem acontecendo acreditamos que seja uma tendência. Devido ao aumento de preços nos últimos meses e ao menor número de ofertas disponíveis, os clientes passaram a considerar regiões com menor valor por m² com características relevantes, como proximidade de centros comerciais, parques, clubes”, afirma Silva.

Rafael Taricano, diretor da imobiliária Lopes RTG, integrante da Rede Lopes, concorda e complementa: “A nossa casa acabou virando o nosso escritório o que fez com que muitas pessoas procurassem imóveis com mais espaço aumentando também essa migração para imóveis mais espaçosos com quintais, condomínios fechados com grandes áreas de lazer”.

Essas novas movimentações causaram (e vem causando ainda) uma grande transformação urbana.  Não é difícil ver regiões tradicionais aos poucos se tornarem redutos de jovens. Áreas comerciais virarem regiões de alto padrão. Zonas industriais se tornarem parques. No entanto, entre os bairros queridinhos de São Paulo, nem uma grande surpresa, garante Silva. "Jardins, Itaim, Vila Olímpia, Moema, Vila Nova Conceição, Pinheiros estão entre os preferidos dos jovens. A Zona Oeste também se movimentou bastante nesses últimos meses".

Para Taricano, a explicação é simples: “Atualmente a boa localização e a segurança são os principais fatores na busca de um imóvel. O cliente gosta de fazer tudo a pé e com segurança, desde ir à academia quanto ir fazer compras simples no mercado”.

Com o segmento tão aquecido, ele assegura que quase não há estoque e que as vendas têm fechado rápido, entre três e seis meses. “Além das fotos profissionais e visitas virtuais, a Lopes oferece uma plataforma de financiamento imobiliário que ajuda a ter os valores exatos do investimento. Acredito muito também no diferencial do bom atendimento e conhecimento de mercado dos corretores da marca”, afirma o diretor da Lopes RTG, integrante da Rede Lopes.

As mudanças passam também pelo perfil do comprador. Silva garante que empresários, bancários e investidores do ramo de agronegócio continuam buscando o segmento, mas já aparecem mais profissionais liberais na lista, como médicos, advogados e profissionais de tecnologia. A maioria deles atraído pelas melhores localidades em condomínio com um amplo espaço de lazer e diferenciais. “Academia equipada, piscina com raia, quadra e brinquedoteca estão entre os queridinhos. Mas há pedidos por edifícios com quadra de tênis, squash, pista de corrida, espaço gourmet e SPA”.

E com essa reinvenção, o mercado de luxo tem crescimento garantido nos próximos anos. Há quem busque ficar na capital e quem prefira fugir para as cidades vizinhas, com mais opções de contato com a natureza. E a Lopes vem direcionando seus especialistas e investindo em imóveis com esse perfil, garantem Silva e Taricano.  “O mercado de luxo sempre teve destaque no mercado imobiliário e a enxergamos como tendência de crescimento para os próximos anos. O valor médio dos imóveis comercializados pela Boutique Upper Class aumentou consideravelmente. Teremos a  partir do segundo semestre/2021 uma nova safra de lançamentos de alto padrão e temos um horizonte de pelo menos cinco anos agitando o mercado de luxo”, afirma o diretor da Boutique Upper Class, integrante da Rede Lopes.

Fonte: Casa Vogue

chat Eva