Mais de 637 mil veículos adquiridos com consórcio em 2020

Mais de 637 mil veículos adquiridos com consórcio em 2020

Ao longo de 2020, um total de 637.091 veículos foram adquiridos através do consórcio. Os dados foram divulgados pela B3, que opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG) e apontam para uma participação de 11,5% no total de mais de 5,5 milhões de unidades financiadas no país.

Entre as 637.091 unidades adquiridas com créditos do consórcio, mais da metade das opções (54,9%) foi por veículos leves. Em 39,7% das aquisições, se tratavam de modelos de motocicletas. Por fim, na categoria Outros, como veículos pesados, foi a escolha de 5,4%.

Essas proporções são muito parecidas com as registradas entre o total de participantes ativos do Sistema de Consórcios. Em dezembro de 2020, haviam 6,51 milhões de consorciados nos grupos de veículos automotores em geral. Deles, 59% planejando a compra de leves, 35,2% a de motocicletas e 5,8% a de veículos pesados.

Importante lembrar que, ao ser contemplado, o consorciado tem liberdade para escolher cor, modelo, marca e fornecedor do bem. Pode ainda optar por um modelo novo ou usado, se isso estiver previsto em contrato. Caso inicialmente ele pretenda comprar um carro, mas decida mudar de ideia e comprar uma moto ou um barco, também é possível. Isso acontece porque pertencem à mesma categoria, definida pelo BCB.

Veículos adquiridos: novos ou usados?

Em se tratando de veículos leves, a principal escolha dos consorciados foi por modelos usados. Dos 349.991 veículos adquiridos com consórcio, 274.219 foram veículos leves usados – o que representa 78,4%. As outras 75.772 unidades (21,6%) foram modelos novos.

O comportamento é bem diferente dos contemplados no consórcio de motocicletas. Das 252.944 motos adquiridas com consórcio no País no ano passado, 222.196 (ou 87,8% do total), foram modelos novos. As outras 30.748 (12,2%) foram modelos usados.

Na categoria outros, que contabilizou 34.156 unidades adquiridas com consórcio, foram 21.887 modelos usados (64,1%) e 12.269 (35,9%) de modelos novos.

Fonte: ABAC

chat Eva