Consórcio de viagem: a melhor maneira de aumentar suas vendas

12/9/2019
Consórcio

Um dos maiores sonhos dos brasileiros é ter a possibilidade de viajar por todas as regiões do país. Embora todo ano as pessoas tirem férias, dificilmente conseguem organizar uma viagem, sozinho ou com toda a família, sem se preocupar com despesas adicionais.

É exatamente como forma de atender pessoas que querem se dedicar mais ao lazer que surgiu o consórcio de viagens, uma das possibilidades dentro da categoria de consórcio de serviços, introduzida na Embracon em 2018.

Além de viagem, pelo consórcio de serviços o consumidor também pode investir em estudos, reformas, festas, plástica e até casamento.

Para todos esses produtos, a carta vai de R$ 15 mil a R$ 30 mil, que podem ser divididos entre 20 e 40 mensalidades.

A seguir, apresentamos os perfis mais interessados em consórcio de viagem.

Quem faz consórcio para viagem?

A partir do momento em que as pessoas investem em um serviço, conseguem direcionar esforços para algo fora do cotidiano.

Por mais que as pessoas revelem interesse em viajar, são poucos os que efetivamente conseguem juntar um bom dinheiro para fazer uma baita viagem.

Afinal, cartas de até R$ 30 mil podem ajudar a planejar estadias mais longas, como um mochilão na Europa ou na América Latina - caso o interessado seja um aventureiro. Nesse caso, ele pode recomendar um ou mais amigos para que, juntos, consigam pagar pela cota e até mesmo oferecer um lance.

Se o consumidor quiser investir em um valor ainda mais alto para viajar, pode adquirir mais de uma cota.

Quem tem dificuldades para guardar dinheiro para uma viagem internacional, por exemplo, tem a opção de manter uma poupança ‘forçada’ e, assim, conseguir realizar o sonho de visitar outro país.

Para que o consumidor tenha acesso à carta de crédito, precisa indicar uma agência de viagem que ofereça o pacote completo. A grande vantagem é que o consórcio já ajuda a eliminar algumas despesas que o consumidor teria na viagem, como hospedagem, passeios e passagem aérea, por exemplo.

Como o consórcio dá poder de compra à vista, o consumidor tem condições de negociar um preço mais amigável na hora de considerar os pacotes.

Consórcio de viagem para lua de mel

Muitos casais já correm atrás para fechar pacote de viagem enquanto ainda organizam a tão esperada festa de casamento.

Cada vez mais os casais têm considerado a flexibilidade do consórcio para organizar toda a cerimônia e a celebração. Aproveite para oferecer a possibilidade de investir em um consórcio de viagem, justamente para que possam usufruir da lua de mel.

Em muitos casos, os noivos podem contar com a colaboração dos pais ou padrinhos na hora de fechar contrato. Informe sobre a possibilidade de fazer a oferta de um lance enquanto pagam as mensalidades.

Assim, eles conseguem se organizar para a contemplação antes da data da festa e curtir a realização de dois sonhos ao mesmo tempo - tudo isso, graças ao consórcio de serviços.

Posts Relacionados