Consórcio de casamento: por que e para quem vender

12/9/2019
Consórcio

Já parou para pensar quanto realmente custa um casamento? Quando você faz essa pergunta para quem passou por toda essa etapa, muito provavelmente terá a dúvida como resposta.

As pessoas sabem que o casamento custou mais do que elas tinham imaginado. Porém, nem param para fazer as contas no lápis, talvez com algum receio de ser surpreendido com o real valor de tudo.

Casamento envolve muita, mas muita coisa. Por isso, o ideal é que seja planejado com pelo menos um ano de antecedência, para que os noivos organizem tudo do jeito que realmente querem.

Como nem todo mundo possui o valor à vista do que realmente precisa ser pago, é comum que alguns casais cometam o erro de fazer empréstimos bancários. Além de ter que pagar um alto valor de juros, já ficam receosos de entrar em uma nova fase da vida com dívidas.

Felizmente, o consórcio pode ajudar na organização de tudo para ajudar a vida do consumidor. O casamento é uma das subcategorias de consórcio de serviços, que também oferece cartas de viagem, plástica, reformas, estudos e festas.

É importante guiar o casal na hora de comercializar uma cota de consórcio de casamento, principalmente para entender o valor de carta de crédito.

Assim como em qualquer outra categoria de consórcio de serviços, é possível investir de R$ 15 mil a R$ 30 mil em uma cota de casamento. As cartas podem ser divididas entre 20 e 40 mensalidades, ou seja, tempo hábil para que possam organizar tudo, do começo ao fim.

O que deve ser levado em consideração ao organizar um casamento

Neste tópico, apresentamos um pequeno checklist do que os noivos devem considerar ao fazer um consórcio de casamento.

Todos eles podem ser parte de um mesmo serviço ou divididos para diferentes fornecedores.

Na hora da contemplação, todos os fornecedores devem ser indicados à administradora, para que ela faça o devido repasse da carta de crédito. Vale lembrar que o valor da carta não é debitado na conta do casal. É preciso indicar quem realiza o serviço, para que a administradora faça o repasse direto. A vantagem é que ela dá poder de compra à vista, o que permite melhor negociação com cada fornecedor.

A seguir, veja o que os noivos devem levar em consideração ao organizar um casamento.

Localização: vai fazer a festa em um buffet? Em um sítio, praia? Esse detalhes são importantes, para ter uma projeção de quanto vai gastar com aluguel, locomoção e com os preços dos serviços inclusos.

Vestido da noiva: pode ter um custo de até R$ 5 mil, dependendo do tipo de vestido. Também é possível incluir o valor de aluguel da roupa do noivo que, embora seja mais em conta, também pode afetar no preço final da carta.

Fotografia: um momento tão importante quanto o casamento precisa ser registrado com estilo e muito cuidado. Recomende uma conversa antecipada dos noivos com o fotógrafo, para que entendam quanto ficaria o valor do serviço. Afinal, alguns casais buscam serviços adicionais, como dia da noiva, filmagem, iluminação etc.

Cabelo e maquiagem: afinal, a noiva precisa de algumas horas para se arrumar para o dia mais especial de sua vida.

Decoração: é um dos principais itens de uma festa de casamento. Em muitos casos, seu valor ultrapassa R$ 5 mil, principalmente se o local tiver amplo espaço.

Banda e DJ: toda festa de casamento tem dois momentos: a cerimônia, que é mais formal e conta com uma banda que cadencia todas as entradas e momentos; e a tão esperada festa, geralmente animada por um DJ. Cada um tem um custo diferente.

Comidas e bebidas: casais que fecham com buffet, por exemplo, já têm esse custo incluso no serviço. Mas, se quiser verificar cada detalhe à parte, precisa considerar os verdadeiros custos dos petiscos, refrigerantes, bebidas alcoólicas, enfim, tudo o que vai manter os convidados durante a festa.

Claro que não cabe ao vendedor de consórcio determinar todos esses valores. Porém, ter uma ideia dos gastos permite oferecer melhor atendimento a quem procura pela facilidade de investir em uma carta de crédito.

Se o casal considerar o limite da carta insuficiente, oriente para a compra de mais de uma cota.

Quem pode comprar cotas de casamento?

A maioria dos interessados são os próprios noivos. Porém, na hora de pagar as mensalidades, eles podem contar com ajuda dos pais ou até mesmo dos padrinhos.

Reforce a possibilidade de ofertar um lance enquanto pagam as mensalidades. Isso porque o casamento gera uma ansiedade, principalmente quando se trata de ter acesso ao valor da carta.

Com a oferta de lance, os noivos têm a possibilidade de adquirir a cota em uma data que desejam. Nesse momento, podem contar com a ajuda dos familiares mais próximos, para que tudo saia conforme o planejado.

Em alguns casos, os pais dos noivos procuram a administradora para pagar o casamento. Informe sobre como funciona todo o procedimento, para que não tenham dúvidas ou qualquer tipo de frustração ao serem contemplados.

E a lua de mel?

Assim como o consórcio ajuda na organização do dia mais importante na vida dos noivos, ele também pode facilitar na tão desejada lua de mel.

Claro que uma carta só para as duas coisas acaba sendo insuficiente. Por isso, aproveite para oferecer um consórcio de viagem durante a negociação.

Com ele, o casal pode pensar em uma viagem e todos os serviços adicionais de hospedagem, passeios e outras coisas mais.

Nesse caso, vale a pena indicar que fechem com agências que trabalham com pacotes. Geralmente, elas têm serviços personalizados para casais que querem aproveitar melhor o momento juntos, seja no Brasil ou no exterior.

Por conta de anos de planejamento e muita ansiedade, os casais esperam que a festa, cerimônia e lua de mel sejam o momento perfeito para o início de uma nova jornada.

A flexibilidade do consórcio pode ajudá-los a realizar o sonho de vida dos casais de forma mais econômica e segura. Assim, o casal pode economizar em todas as etapas e serviços.

Se o casal puder contar com a ajuda dos pais, familiares e padrinhos, melhor ainda. Essa ajuda pode ser direcionada às mensalidades ou até mesmo na mobilização de esforços para ofertar um lance nas assembleias.


Posts Relacionados