Após cinco meses de queda, emplacamentos de veículos zero km crescem 7,31% em novembro e chegam a quase 13% no acumulado

Após cinco meses de queda, emplacamentos de veículos zero km crescem 7,31% em novembro e chegam a quase 13% no acumulado

Esta é a primeira alta de emplacamentos de veículos após cinco meses de quedas seguidas, demonstrando que o setor vai, aos poucos, retomando o ritmo de crescimento esperado. A FENABRAVE calcula que o ano deve fechar com licenciamentos 11,1% maiores do que em 2020.

De acordo com dados da FENABRAVE – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, em novembro, cinco dos seis segmentos automotivos registraram altas nos emplacamentos. Apenas Caminhões, segmento que teve elevação de mais de 45% no acumulado do ano, registrou baixa em relação ao mês anterior.

No total, o Setor como um todo somou 296.203 mil unidades, uma alta de 7,31%, em novembro, sobre o mês de outubro de 2021, mas queda de 11,40% sobre novembro de 2020.  No acumulado dos 11 meses do ano, o Setor teve crescimento de 12,86%, sobre o mesmo período do ano passado.

“Após cinco meses de quedas seguidas, o Setor reagiu em novembro, e acredito que podemos fechar o ano dentro das nossas projeções de crescimento (11,1% para o ano de 2021). Dados os desafios enfrentados nos últimos meses, como a crise de abastecimento global e alta de juros no País, penso que é um ótimo desempenho, ainda que sobre uma base comparativa mais baixa, de 2020. Valem ser destacados os bons resultados de Ônibus, Motocicletas e Comerciais Leves no mês. Todos cresceram, de forma consistente, em novembro”, analisa Alarico Assumpção Júnior, Presidente da FENABRAVE.

Resumo Mensal novembro de 2021 – Tabela Geral e por Segmento

Fonte: Fenabrave

chat Eva