2021: Consórcio de veículos leves registra maior tíquete médio

2021: Consórcio de veículos leves registra maior tíquete médio

O consórcio de veículos leves terminou 2021 batendo dois recordes históricos: maior tíquete médio anual, acima de R$ 50 mil, e quase 1,5 milhão de adesões.

Esse segmento comercializou no ano o maior volume de todo o Sistema de Consórcios. O volume de 2021 foi 10,7% maior que o registrado em 2020. Agosto foi o mês em que o segmento mais vendeu (142.808), apesar de apenas 5,3% a mais que julho, o segundo maior mês.

O tíquete médio do setor no ano também cresceu e, pela primeira vez, ultrapassou R$ 50 mil (R$ 50.235), valor 8% mais alto que o registrado no ano anterior. Com isso, os créditos comercializados somaram R$ 72,81 bilhões, 19,5% maior que em 2020.

Segundo lugar em contemplações

Após ocupar o topo absoluto do ranking de contemplações, o consórcio de veículos leves perdeu o posto para o de motocicletas em 2021. Porém, a diferença foi pequena: 585.190 x 599.437.

Considerando o total de contemplações e o total de veículos leves vendidos no País em 2021 – 1,73 milhões, de acordo com a ANFAVEA – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, o consórcio teve potencial para responder por 33,8% das vendas.

Para os contemplados nesse segmento do consórcio, foram disponibilizados R$ 29,43 bilhões em créditos – o que representa 44,8% de todo o Sistema.

Consórcio de veículos leves: altas em todas as regiões

Todas as regiões do Brasil registraram alta em vendas, participantes ativos e contemplações, no acumulado do ano. A região Sul foi a que registrou as maiores altas nos três indicadores.

Fonte: ABAC

chat Eva